Notícias Responsabilidade Social

Empresa associada ao Sinduscon-PR mostra bom exemplo de conduta sobre a saúde mental dos colaboradores em meio à pandemia

atualizado em 10/10/2020

Projeto de Saúde Mental da A.Yoshii tem 96% de adesão na empresa

Não é de hoje que a A.Yoshii, empresa associada ao Sinduscon-PR, se preocupa com a saúde mental dos funcionários. Mesmo antes da pandemia, já haviam ações que buscavam melhorias no ambiente de trabalho e a saúde dos colaboradores, medidas que só ganharam ainda mais adeptos com a chegada da pandemia.

"No início do projeto realizamos uma pesquisa anônima que perguntava se o colaborador acreditava que fosse importante investir em saúde mental dentro da empresa. Para a nossa surpresa, 96% responderam que sim, o que já nos sinalizou sobre a importância de cuidarmos desse assunto", explica Gabrielle Franchia, assistente de RH da A.Yoshii.

Com a chegada da pandemia da COVID-19 a empresa sentiu que a ansiedade e o medo gerado por todos se agravou e, com isso, notou que era fundamental informar e também acolher os profissionais da empresa.

"A partir disso, nosso time de psicologia elaborou um projeto de Saúde Mental que fornece apoio psicológico, com informações relevantes sobre o tema e o acolhimento psicológico com um profissional especializado em uma escuta ativa", explica Gabrielle.

Semanalmente acontece a "Segunda-feira da Saúde Mental", uma comunicação enviada por e-mail com dicas relacionadas ao tema e ainda, abordando como manter ou lidar com situações difíceis, auto cuidado, quais recursos podem ser utilizados em meio a uma crise. E uma vez por mês é realizada a "Roda de conversas com psicólogo", um encontro online em que são discutidos temas como: ansiedade, saúde mental, vulnerabilidade, etc.

No entanto, alguns casos mais graves precisaram de intervenção. A A.Yoshii cuidou pessoalmente dessas situações, firmando parcerias com psicólogos e clínicas de psicologia, disponibilizando o contato destes profissionais para os colaboradores. "Os atendimentos possuem o caráter de acolhimento psicológico e não possuem custo para o colaborador", afirma.

O bom exemplo da empresa foi reconhecido por seus colaboradores, que passaram a participar ativamente das ações, engajados com a causa em melhorar a saúde do ambiente de trabalho como um todo.

"A aderência ao projeto nos surpreendeu e desde o início, com as primeiras rodas de conversa, já tivemos um número significativo de participantes engajados, com muitas dúvidas e comentários, mesmo se tratando de alguns tabus. Sem contar os feedbacks positivos de muitos afirmando a importância na continuidade das ações", comemora a responsável pelo RH.

Mesmo com a pandemia indo embora, as ações irão continuar. Essa é uma das metas da empresa. "Nossa ideia é atuar cada vez mais com uma escuta ativa e capacitação em todos os níveis de liderança e hierarquia para identificar quando alguém estiver precisando de ajuda e assim, poder ser uma ponte para que nossos colaboradores entrem em contato com os recursos que a empresa está disponibilizando", encerra Gabrielle Franchia.

Compartilhe


Publicidade
Sorteio APP

Receba por e-mail

Cadastre-se e receba nossas newsletters.