Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná

Sinduscon-PR

Contribuição Sindical 2016
Seconci-PR

Notícias

Um horizonte melhor para 2017

publicado em 19/12/2016

Image title

No dia 6 de dezembro, o Sinduscon Paraná recebeu a imprensa e os associados para apresentação do Balanço de 2016 e a pesquisa de Intenção de Contratação de Mão de Obra para 2017.

Este foi mais um ano difícil para milhões de brasileiros, especialmente para os que perderam emprego e renda, e para muitas empresas que vêm enfrentando dificuldades em manter seus negócios e seus funcionários. "Vivemos nos dois últimos anos um período terrível, não apenas pela forte recessão econômica, mas também pela complicada crise política que assolou o nosso País", afirma o presidente do Sinduscon Paraná, José Eugenio Gizzi.

Agora, ao olhar para 2017 a pergunta é: será que o pior já passou e o País finalmente terá condições de retomar o crescimento econômico? O ambiente de negócios vai melhorar e as empresas se sentirão mais seguras para fazer investimentos, voltar a contratar trabalhadores, contribuindo com a geração de renda para as famílias?

Acredita-se que sim. A pesquisa que anualmente o Sinduscon-PR realiza para medir o ânimo dos empresários aponta que 35% dos associados da entidade pretendem contratar mais funcionários no próximo ano e 50% querem manter o número de colaboradores. Estes números são melhores aos registrados no final de 2015, o que sinaliza uma percepção de melhora por parte dos empresários da construção paranaense. A intenção é aumentar a contratação em 5% no ano que vem.

"A iniciativa privada tem feito a sua parte. Cortou ou diminuiu custos, repensou seus processos de gestão e ajustou o que foi necessário para minimamente se manter firme nesta fase tão terrível", reforça Gizzi.

Agora é hora dos nossos governantes fazerem os ajustes importantes e urgentes para equilibrar as contas públicas. Por isso apoiamos publicamente a aprovação da PEC dos gastos do governo federal, e a aprovação, na Assembleia Legislativa do Paraná, da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2017.       

Também há expectativa para a elaboração de uma Lei de Responsabilidade Fiscal Estadual, que impeça no futuro a desorganização das contas públicas, assegurando-se os compromissos assumidos com servidores, aposentados e pensionistas, bem como a garantia de serviços de qualidade à população paranaense, o que evidenciaria o compromisso de todos os Poderes com a austeridade nos gastos públicos.

Investimentos

O ânimo dos empresários paranaenses pode melhorar se os investimentos anunciados pelos governos se confirmarem no próximo ano. No âmbito federal, estão previstos avanços em obras do PAC, na construção de unidades do Faixa 1 e 1,5 do Programa Minha Casa Minha Vida, além das Concessões e Parcerias Público-Privadas.  

No Estado, o governador anunciou no evento de posse da nova diretoria do Sinduscon-PR, que deverá investir R$ 4 bilhões em obras nos municípios em 2017.

É com base nestas previsões de investimentos do poder público que a indústria da construção imagina melhorar o resultado do PIB do setor em 2017, avançando entre 0,5% a 1% (este ano amargamos um recuo de 5%).                                                                                                                                                  

"Esperamos que este imbróglio político que enfrentamos hoje seja resolvido, o mais breve possível, para que o Brasil volte a crescer economicamente, para que as empresas possam atuar em um ambiente de negócios melhor, com mais segurança. E principalmente, para que a sociedade brasileira possa ver o retorno de seus impostos em mais e melhores serviço", encerra o presidente.

Apresentação Balanço 2016

Compartilhe


Receba por e-mail!
Cadastre-se e receba nossos informativos.
HabitaServ 2017